marketing por dados

Afinal, o que é o marketing por dados?

A experiência, a intuição e a emoção são fatores presentes em um processo decisório, mas há um elemento que influencia bastante um gestor a escolher o melhor caminho para a empresa: o marketing por dados.

Ele consiste no cruzamento de informações de diversas fontes (pesquisas de mercado, redes sociais, imprensa, relatórios gerenciais, sites corporativos, etc.), para que as decisões sejam feitas de maneira mais racional.

Além de cruzar os dados, esse marketing é responsável por coletar, armazenar e analisar uma grande quantidade de informações. Neste post, vamos detalhar como ele funciona para ser aplicado da melhor forma possível em uma companhia. Confira!

Saiba como usar o marketing por dados

O primeiro passo para adotar essa modalidade de marketing com sucesso é ter um objetivo bem estabelecido. Isso porque, não adianta trabalhar com uma infinidade de informações se não houver um motivo específico para usá-las.

Somente acumular dados não vai proporcionar a uma empresa uma performance mais expressiva. Por isso, é fundamental adotar procedimentos para usá-los de maneira correta e inteligente. Acompanhe!

Extração

A primeira iniciativa para adotar o marketing por dados é a extração das informações. Ela envolve três tipos de conteúdo. Os estruturados são os que têm ligação direta com a organização; os semiestruturados envolvem as atividades de marketing digital (SEO, Facebook Ads, Google Analytics, Google Adwords etc.); os não estruturados abrangem outros meios de comunicação que não têm relação direta com a empresa, como portais de notícias, fóruns e perfis de usuários das redes sociais.

Em virtude de as informações estarem em várias plataformas e fontes, essa etapa é uma das mais complexas desse marketing.

Organização

Depois de obter uma grande quantidade de dados, é importante verificar quais são pertinentes ao seu negócio e organizá-los. Nesse caso, a recomendação é dividi-los em grupos para perceber como eles se relacionam entre si.

A medida é uma maneira de classificar o que as informações podem gerar de conhecimento para a empresa. Por isso, não descarte nenhum dado de forma precipitada, pois ele pode ser útil para outras unidades da corporação.

É fundamental avaliar, com bastante cuidado, como uma informação pode contribuir para a companhia ter um melhor desempenho antes de eliminá-la.

Compreensão

Nessa fase, tem início o processo de compreensão de dados com a atividade de cruzamento. Para isso, é necessário definir como a informação será compreendida, ou seja, estabelecer se ela estará disponível visual ou textualmente.

Para essa etapa ser realizada com sucesso, é indicado contar com profissionais de User Experience que saibam utilizar o Data Visualization. Eles podem contribuir para facilitar a visualização dos dados, o que facilita bastante a leitura e a compreensão.

À medida que os dados estão limpos e agrupados, mais simples será compreendê-los e utilizá-los para atingir as metas estabelecidas.

Análise

No marketing por dados, esse momento deve ser o de maior atenção. Um dos motivos é a necessidade de verificar as informações obtidas por meio do cruzamento e do acompanhamento dos KPI’s (indicadores-chave de desempenho).

Nessa fase, é importante acompanhar os resultados do marketing e das vendas para avaliar como o negócio está atingindo os resultados, independentemente de estarem, ou não, dentro da meta.

Se não houver uma análise criteriosa dos dados, os esforços de extração, organização e compreensão serão inúteis para a empresa procurar alternativas para obter uma performance notável.

Tomada de decisão

O processo decisório é um momento de grande importância para qualquer companhia. Afinal, ele vai ser responsável pelas ações empresariais durante um período — mês, trimestre, semestre, ano etc.

É impossível uma organização seguir adiante caso os gestores não tenham capacidade de decidir o que será feito. Por isso, todas as etapas anteriores do marketing por dados devem ser executadas com bastante atenção.

Um descuido na fase de análise, por exemplo, pode significar a adoção de uma estratégia equivocada para elevar as vendas. Atualmente, tomar decisões somente com base no instinto e na experiência é um risco muito grande.

Hoje, uma empresa não pode dispensar a chance de acompanhar, em tempo real, todas as ações de venda, já que isso possibilita corrigir erros que envolvem algumas atividades, como política de preços, entrega de mercadorias e avaliação do público-alvo.

Todas as fases do marketing por dados devem ser bem executadas para que as decisões sejam corretas e adequadas ao seu negócio.

Entenda o papel do Big Data

Com certeza, trabalhar com uma infinidade de informações não é uma tarefa simples. Por outro lado, é possível executá-la com bastante eficiência. Nesse cenário, o emprego do Big Data tornou-se muito relevante, pois esse recurso possibilita analisar um grande volume de dados de forma assertiva, o que beneficia a tomada de decisão.

Há várias ferramentas de Big Data que cruzam dados de diversas fontes. O objetivo é mostrar para os clientes dados concretos para as decisões serem feitas com mais clareza e exatidão, e esse recurso pode ser perfeitamente aplicado ao marketing por dados.

Um exemplo disso é o Spotify, que mostra para os usuários recomendações de músicas relacionadas com a preferência do público. De que maneira isso é possível? Atualmente, há sistemas de coleta de dados que identificam a preferência dos usuários.

Um software pode cruzar o perfil de um jovem que gosta de Rock (idade, local onde vive e outros dados) com o de outras pessoas com preferência musical semelhante. Dessa forma, o Spotify oferece músicas de artistas ou grupos que despertam o interesse dos usuários.

O marketing por dados é uma tendência cada vez mais forte no mundo corporativo e o uso das informações é um grande diferencial para as empresas entenderem o comportamento do público-alvo.

Além disso, contar com dados em tempo real possibilita antever as tendências do mercado. Essa medida pode evitar, por exemplo, o lançamento de um serviço que não vai satisfazer às necessidades dos clientes.

Nenhuma organização pode perder tempo com produtos que não vão atingir os resultados esperados. Estar bem informado também é uma maneira de pensar em alternativas para inovar e conquistar uma posição de prestígio no mercado.

Se você deseja aperfeiçoar o marketing por dados na sua empresa, leia, agora mesmo, este post sobre como fazer uma boa gestão de métricas. Conhecimento é imprescindível para o sucesso.

Afinal, o que é o marketing por dados?
Avaliação média.

Comentários

comentários

Juliano da Monitora
Produtor de Conteúdo na Monitora