compreenda-as-diferencas-entre-aplicacoes-nativa-web-e-hibrida.jpeg

Compreenda as diferenças entre aplicações nativa, web e híbrida

Ainda há muitos equívocos com relação ao desenvolvimento de aplicações, especialmente para dispositivos móveis. À medida que evoluímos em termos de mobilidade, negócios vão sendo introduzidos nesse novo cenário e as empresas se preparam para desenvolver seus próprios aplicativos. Mas, logo no início do projeto, elas enfrentam um grande desafio: qual aplicação escolher? Aplicação nativa, aplicação web ou aplicação híbrida?

A resposta vai depender das prioridades que a sua empresa tem e de muitos outros fatores. Por exemplo: você deve considerar o prazo máximo de lançamento, os objetivos que pretende alcançar com o aplicativo, o orçamento que tem disponível para desenvolvê-lo, os recursos necessários (mão de obra qualificada e programas) etc.

Então, para ajudar você nessa decisão, vamos explicar as principais diferenças entre os tipos de aplicações, bem como as vantagens e desvantagens de cada um. Assim, você pode descobrir qual é a melhor abordagem para a ideia do seu aplicativo. Confira!

O que é e como funciona a aplicação nativa?

A aplicação nativa é o que logo vêm à nossa mente quando pensamos em aplicativos para dispositivos móveis, pois são aqueles que estamos acostumados a baixar direto da App Store e Play Store.

O que distingue os aplicativos nativos dos móveis e híbridos é que eles são desenvolvidos para dispositivos específicos. As versões para Android, por exemplo, possuem uma linguagem em Java, já os para iOS possuem uma linguagem em Objective-C.

A grande vantagem de optar por uma aplicação nativa é por ela ser mais rápida e confiável quando se trata de estratégias para trabalhar a experiência do usuário. Os aplicativos nativos também podem interagir com todos os recursos do sistema operacional dos dispositivos, como microfone, câmera, agenda de contatos etc.

No entanto, é necessário um orçamento maior se você quiser criar um aplicativo que rode em várias plataformas (iOS, Android e Windows Phone). O orçamento será impactado também pelas necessidades de atualizações, que deverão ocorrer de forma independente em cada sistema operacional.

O tempo de desenvolvimento, testes e lançamento é outro quesito a ser considerado aqui, já que o app deve ter várias versões para ser acessível por todas as plataformas. Para completar, cada versão deverá ter uma liberação das lojas de aplicativos online para serem comercializados nelas, o que aumenta o tempo de lançamento.

Se a ideia é ter um aplicativo totalmente nativo, ele também dependerá exclusivamente das funcionalidades do dispositivo que for instalado para poder continuar rodando normalmente, mesmo que esteja offline.

Para entender melhor, conheça abaixo as principais vantagens e desvantagens de uma aplicação nativa:

Vantagens da aplicação nativa

  • pode ser divulgada em lojas de aplicativos online;

  • possui acesso total ao dispositivo;

  • gera boas experiência de uso;

  • entrega alta performance;

  • funciona no modo offline.

Desvantagens da aplicação nativa

  • leva um bom tempo entre o planejamento até o seu lançamento para ficar pronto;

  • precisa de liberação das lojas de aplicativos para ser comercializado;

  • exige o desenvolvimento de várias versões para ter compatibilidade;

  • consome a memória dos dispositivos;

  • pode ser muito caro o desenvolvimento.

Como exemplo de aplicações nativas, podemos citar o WhatsApp, Facebook, Instagram e Uber. Provavelmente, você já utilizou pelo menos um ou dois deles.

O que é e como funciona a aplicação web?

A aplicação web não é necessariamente um aplicativo, trata-se de um site desenvolvido para atuar como um app. Eles podem ser utilizados inclusive por meio de navegadores da web, como Google Chrome e Mozilla Firefox. Isso porque são desenvolvidos com a linguagem de HTML5 e/ou Javascript.

Se a sua empresa não tiver um bom orçamento disponível e não precisar de funcionalidades complexas ou acesso aos recursos do sistema operacional dos dispositivos, usar uma aplicação mobile pode ser a opção mais em conta e rápida para ser lançada.

Por outro lado, os apps desenvolvidos para serem web podem sofrer problemas de lentidão, serem menos intuitivos e inacessíveis através de lojas online. Além disso, os usuários não terão o ícone do seu aplicativo visível na tela do celular, o que pode levar ao rápido esquecimento dele.

Veja agora, de forma mais clara, as principais vantagens e desvantagens de uma aplicação mobile:

Vantagens da aplicação web

  • não necessita fazer download e instalação nos dispositivos;

  • o desenvolvimento é rápido e com baixo custo;

  • os códigos de programação são reutilizáveis;

  • uma versão apenas é necessária.

Desvantagens da aplicação web

  • não fica disponível para download nas lojas de aplicativos online (perde visibilidade);

  • acesso limitado ao hardware do dispositivo (não interage com o sistema operacional);

  • precisa sempre estar conectado à internet para utilizá-lo (não funciona offline).

Alguns exemplos de aplicações mobile são os aplicativos da Adidas e da Dove Men Care.

O que é e como funciona a aplicação híbrida?

Uma aplicação híbrida é capaz de combinar os elementos dos aplicativos nativos com o web. Mesmo utilizando uma linguagem de HTML5, CSS e Javascript, pode ser incluído nos catálogos das lojas online. Como uma versão nativa, ele pode incorporar recursos do sistema operacional e, como um app mobile, pode usar tecnologias web compatíveis.

Os aplicativos híbridos geralmente são mais fáceis e rápidos de serem desenvolvidos do que os nativos, além de exigirem menos manutenções. Por outro lado, a velocidade do aplicativo híbrido depende completamente da velocidade do navegador do usuário. Isso significa que eles quase nunca serão executados na mesma velocidade que um aplicativo nativo, sendo mais lento.

Porém, o fato de poderem ser desenvolvidos em uma única base, permite adicionar novas funcionalidades a cada nova versão de maneira mais fácil e rápida. Diferente de um aplicativo nativo que você precisa replicar cada novo recurso para cada plataforma que está disponível.

Com relação às vantagens e desvantagens da aplicação híbrida, listamos as principais abaixo:

Vantagens da aplicação híbrida

  • pode ser disponibilizado nas lojas de aplicativos online;

  • são mais fáceis e rápidas de serem desenvolvidas;

  • exige menos manutenção.

Desvantagens da aplicação híbrida

  • demanda esforço para integrar a mesma interface a todas as aplicações;

  • costumam ter sérios problemas de performance;

  • a segurança tende a ser mais vulnerável.

Como principal exemplo de uma aplicação híbrida, podemos destacar o aplicativo da Netflix.

Depois de escolher a melhor opção para o seu negócio, é importante considerar trabalhar com desenvolvedores de aplicativos que podem transformar a sua ideia em realidade de forma eficiente, rápida e econômica.

Terceirizar o desenvolvimento do aplicativo, seja ele uma aplicação nativa, aplicação mobile ou aplicação híbrida, ajudará você a evitar as caras contratações de mão de obra qualificada, tendo um atendimento sob demanda dos serviços que precisa. Além disso, terá a disposição profissionais com alto grau de know-how acompanhando o projeto em cada etapa, inclusive oferecendo suporte pós-lançamento.

Essa informação foi útil para você? Então, assine a nossa newsletter agora mesmo e receba novas dicas como estas diretamente no seu e-mail.

Avalie este post!

Comentários

comentários

Juliano da Monitora
Produtor de Conteúdo na Monitora