open-innovation-a-nova-forma-de-inovacao-nas-empresas.jpeg

Open Innovation — A nova forma de inovação nas empresas

Inovar deve ser uma novidade ou uma rotina dentro de uma empresa? Se você pensar que os consumidores estão mais exigentes e a concorrência bastante qualificada, é melhor ficar com a segunda opção. Esse é o mesmo pensamento de Henry Chesbrough, Ph.D. em Administração de Empresas pela Universidade da Califórnia e criador do conceito Open Innovation — em português, Inovação Aberta.

Nesse modelo, as organizações fazem parcerias com diversos segmentos para aproveitar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Assim, é possível até que os clientes participem do desafio de desenvolver de um novo serviço ou produto. Dessa maneira, a instituição se mostra mais aberta a ouvir sugestões e críticas do público-alvo.

Se você ficou interessado em conhecer a metodologia, exemplos de sucesso e benefícios desse conceito, leia este post até o final!

Saiba como promover a inovação

Inovar não é uma tarefa fácil, mas pode ser feita de forma mais simples do que se imagina. A seguir, conheça 4 alternativas que podem tornar a sua empresa mais ágil e dinâmica para ser uma referência no mercado:

Novos setores

Qualquer organização sabe que inovar é importante para sobreviver e conquistar mais clientes. Apesar disso, muitos consideram que essa iniciativa deve estar restrita apenas a alguns momentos pontuais.

Por exemplo: uma empresa opta por criar o Dia da Inovação. A medida parece até ser interessante, porém não faz com que a inovação seja uma rotina na instituição. Para isso, uma excelente iniciativa é implantar um ou mais setores que estejam focados em criar novos produtos ou serviços.

Além disso, essas novas unidades devem estar abertas ao relacionamento com o público externo (pesquisadores, professores, estudantes universitários, fornecedores e clientes). Afinal, restringir as ideias somente ao ambiente interno limita o debate sobre o desenvolvimento das atividades.

Sistemas de Outsourcing

Já pensou em terceirizar algumas tarefas de sua empresa? Essa prática se chama outsourcing e consiste na contratação de mão de obra terceirizada para executar certas atribuições em uma companhia.

Imagine, por exemplo, que a organização tem um setor de call center e você pretende reduzir despesas e diminuir o tempo de atendimento às demandas. Nesse caso, contratar uma empresa para fazer essa atividade pode gerar excelentes resultados em curto prazo.

Isso porque você vai transferir a responsabilidade desse setor para outra instituição e priorizará ainda mais as necessidades do seu negócio. Ou seja, terá mais chances de implantar inovações, fazendo parcerias com diversos grupos do público interno e externo.

Crowdsourcing

Uma nova tendência é procurar contribuições para criar novos produtos e serviços pela internet. Esse movimento se denomina crowdsourcing e está ganhando cada vez mais força no mercado. Um dos motivos é que ele possibilita que pessoas de outras regiões e países colaborarem para o crescimento de uma organização.

Algumas empresas criam desafios online em que os participantes devem sugerir ações para melhorar os processos ou criar novas mercadorias. Dependendo do contexto, as corporações podem até remunerar os colaboradores externos.

Grandes empresas de tecnologia da informação oferecem prêmios para desenvolvedores encontrarem erros nos sistemas, por exemplo. Recentemente, essa medida foi adotada pela Microsoft para aperfeiçoar a performance do Windows.

Cocriação

Você pode até achar curioso, mas é possível convidar fornecedores, clientes e outros colaboradores externos para aprimorar as ações de uma empresa. Essa iniciativa é conhecida como cocriação.

Você pode até confundi-la com o crowdsourcing, porém, existe uma diferença marcante entre elas. Na cocriação, todos os participantes são reconhecidos por terem contribuído com alguma inovação.

Isso também engloba os resultados financeiros conquistados a partir da implantação de um novo produto ou serviço. Com essa iniciativa, a companhia reforça o trabalho em equipe e pode obter um desempenho mais expressivo.  

Conheça a Open Innovation na prática

Ao se deparar com exemplos de inovação, muitas pessoas se sentem mais seguras para tomar medidas que tornam uma empresa mais eficiente, ágil e próxima das prioridades do público-alvo. Pensando nisso, vamos apresentar iniciativas que adotaram o conceito de Open Innovation. Veja:

Projeto colaborativo da Fiat

Essa ação foi realizada no Brasil. Acessando o site da montadora, os consumidores deram sugestões sobre como a empresa poderia desenvolver veículos mais confortáveis e interessantes para o público-alvo.

Rede de Polisofía

Na rede de Polisofía, empresas, governos e ONGs são convidados para elaborar e compartilhar soluções voltadas para a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos.

Future Banking

O banco alemão Deutsche Bank,  junto com o portal DesignBoom, promoveu uma disputa internacional de design, intitulada Future Banking. O objetivo era buscar ideias para aperfeiçoar a experiência digital dos consumidores. Os três projetos mais bem colocados foram premiados com dinheiro.

Open Planet Ideas

O projeto Open Planet Ideas, uma parceria entre a Sony e a WWF, convidou os cidadãos a sugerirem ações para tornar o planeta um lugar melhor. A iniciativa resultou na criação de um aplicativo para os usuários localizarem ações de voluntariado e compartilhá-las.

Benefícios da Open Innovation

A Open Innovation trás diversas vantagens para uma empresa, indo muito além do desenvolvimento de novos produtos ou serviços. Confira alguns desses benefícios:

Redução de despesas

Muitas organizações gastam milhões de dólares em pesquisas. Esse gasto pode ser bastante reduzido caso haja uma maior interação com diversos segmentos do público.

Flexibilidade para implantar novos projetos

Em alguns momentos, o ambiente interno pode inibir a criação de novas ideias por conta de vícios da cultura organizacional. É comum haver resistências às mudanças em uma empresa quando surgem projetos inovadores.

Melhora o relacionamento com os clientes

Ao aperfeiçoar os serviços, a empresa não apenas conquista mais eficiência, mas também se aproxima do consumidor. Isso é vital para fortalecer a marca e expandir os lucros.

Aumento do valor da corporação

Se uma empresa obtém sucesso com a inovação, o valor de mercado tende a crescer. Além disso, o respeito da concorrência e a credibilidade junto aos clientes seguem o mesmo caminho.

Com certeza, você percebeu que a Open Innovation é uma boa iniciativa para tornar o seu negócio mais rentável e atraente para os consumidores.

Para saber mais sobre esses e outros assuntos que te ajudarão a ter mais sucesso em seu empreendimento, siga-nos nas redes sociais — estamos no Facebook e no LinkedIn. Ficar bem informado sempre vale a pena!

Avalie este post!

Comentários

comentários

Juliano da Monitora
Produtor de Conteúdo na Monitora