veja-as-vantagens-de-desenvolver-um-sistema-corporativo-sob-demanda.jpeg

Veja as vantagens de desenvolver um sistema corporativo sob demanda

Pequenas e médias empresas devem ser capazes de gerir seus recursos de forma eficiente para serem mais competitivas e sobreviverem a um mercado tão desafiador quanto o atual. Portanto, uma solução baseada em sistema corporativo sob demanda ajudará o negócio a diminuir custos e despesas recorrentes relacionadas às operações, permitindo o gerenciamento de todos os processos de negócios em um único sistema.

Além disso, ele será responsável por oferecer acesso aos dados que auxiliarão no planejamento estratégico, tomada de decisões e controle gerencial das operações diárias.

Não há dúvidas de que um sistema corporativo pode proporcionar tantos benefícios a uma empresa, independentemente do porte. Porém, um processo de implementação tradicional, com um software padronizado, pode ser caro e complicado de fazer, o que não é vantajoso para muitas companhias. 

Para resolver isso, alguns fabricantes de software oferecem uma solução sob demanda, trazendo ainda mais vantagens para as empresas.

Gostou da novidade?

Descubra, a partir de agora, o que é um sistema corporativo sob demanda, como ele funciona e, claro, as suas principais vantagens!

O que é um sistema corporativo sob demanda?

Trata-se de um software ERP (Enterprise Resource Planning). Mas diferentemente dos modelos tradicionais, padronizados e imutáveis, o software sob demanda é capaz de atender às necessidades mais específicas da empresa e de forma adequada.

Ou seja, não é um sistema que você já compra pronto. Ele é basicamente desenvolvido por encomenda, com as ferramentas e recursos que a empresa realmente precisa, eliminando a necessidade de contratações de outros sistemas complementares.

Como funciona um sistema corporativo sob demanda?

Ao contrário de um software de prateleira (padrão), o sistema corporativo sob demanda é flexível, e o fornecedor pode inserir nele somente os recursos e ferramentas que a empresa usará de verdade.

Hoje, há diversas empresas utilizando softwares de ERP que possuem funções jamais utilizadas. Não por que os gestores não saibam usar todas as ferramentas do software, mas por que realmente não precisam delas no sistema. O pior é que a empresa paga por essas funções inseridas no programa, o que é um desperdício de dinheiro.

Em um sistema corporativo sob demanda, os gestores da empresa participam ativamente do desenvolvimento, junto com os fabricantes, desenhando o layout ideal, inserindo e removendo ferramentas e recursos — tudo de acordo com a necessidade real do empreendimento.

No final, o software pode ser da empresa — que passa a assumir os custos e despesas com manutenções e atualizações — ou apenas ser fornecido mediante o pagamento de uma assinatura (licenciamento de uso). Nesse segundo caso, o fabricante arca com as despesas necessárias para a manutenção do sistema.

Quais as vantagens de um sistema corporativo sob demanda?

Apesar de algumas vantagens já terem sido mencionadas nos tópicos anteriores, existem outras que você precisa saber:

1. O sistema é personalizado

Como foi dito, adotar um sistema corporativo sob demanda envolve a participação dos gestores da empresa que, em parceira com os desenvolvedores, estudarão as necessidades que devem ser atendidas pelo software.

Isso inclui avaliar os processos e metodologias de trabalho, estratégias de negócios adotadas (Business Intelligence) e outras rotinas do dia a dia em cada departamento, para depois concluir quais ferramentas e recursos podem ajudar a otimizar esses processos.

2. O Tempo de implementação é menor

No caso de um software padrão, a empresa precisa, literalmente, interromper suas atividades para ser feita a implementação e testes. Como quase sempre existem ajustes e falhas a serem corrigidas, o tempo de implementação pode ser longo, afetando diretamente a produtividade do negócio.

Por outro lado, com o sistema corporativo sob demanda, a implementação pode ser feita por partes, já que é possível o desenvolvimento por módulos. A integração é realizada à medida que os outros módulos vão sendo implantados nos departamentos, até a implementação total.

Nesse segundo processo, a instalação do sistema não afeta a produtividade geral da empresa, pois não exige a parada total das operações.

Falhas e necessidades de ajustes podem ser detectadas e corrigidas com as operações em andamento, não afetando todos os departamentos, o que reduz drasticamente o tempo de implementação.

3. Gera maior envolvimento e redução de resistências

Todo mundo possui certa resistência a mudanças, e isso é fácil de ser percebido ao adotar um software padrão. Porém, com um sistema corporativo sob demanda a resistência diminui.

Como gestores e profissionais de todos os departamentos participam ativamente do desenvolvimento do sistema, suas ideias e sugestões são consideradas, ajudando a tornar a ferramenta mais fácil de usar. O resultado é um envolvimento e aceitação maior da mudança.

4. Há transferência de know how

A maioria das empresas possui uma equipe de TI própria e, muitas vezes, esses profissionais ficam engessados na função.

Com a participação que terão no projeto de desenvolvimento de um sistema corporativo sob demanda, terão contato direto com profissionais atualizados e altamente capacitados na área de TI. O resultado será a transferência de conhecimentos, habilidades e experiências dos desenvolvedores para os profissionais de TI da sua empresa.

5. Os custos são reduzidos

Considerando que o sistema corporativo sob demanda terá apenas os recursos e ferramentas utilizados pela empresa, o custo fica reduzido ou paga-se um preço mais justo por ele. Por causa disso, também ele ganha vida útil maior, tornando-se uma excelente opção de investimento para o médio e longo prazo.

6. Cria-se uma identidade para a empresa

Um software padrão pode ser encontrado em diversas empresas, oferecendo para todas as mesmas funcionalidades genéricas. Por outro lado, um sistema sob demanda tem o poder de criar e desenvolver uma identidade para a organização, uma vez que ele será exclusivo no mercado. Isso pode se tornar um diferencial competitivo.

Quando um sistema corporativo sob demanda é ideal?

Um sistema sob demanda é mais adequado quando a empresa possui necessidades bem específicas e não encontra um software que possa atendê-las no mercado.

Um exemplo disso é a quantidade de recursos e ferramentas incorporadas aos sistemas genéricos, que nunca serão utilizadas.

Esses recursos não aproveitados pela sua empresa acabam contribuindo para deixar o sistema mais pesado, gerando lentidões que poderiam ser evitadas no caso de um software sob demanda.

Devido à importância que um sistema corporativo sob demanda tem para a empresa, o recomendado é que os gestores avaliem com cuidado as necessidades reais dela, antes de escolherem um modelo de ERP. Na maioria dos casos, um sistema sob medida sai mais barato e é bem mais vantajoso.

Deseja saber mais sobre o sistema corporativo sob demanda? Siga a gente nas redes sociais e descubra tudo sobre o assunto! Estamos presentes no Facebook e LinkedIn.

Avalie este post!

Comentários

comentários

Juliano da Monitora
Produtor de Conteúdo na Monitora