veja-como-garantir-a-seguranca-dos-dados-da-sua-empresa-contra-ciberataques.jpeg

Veja como garantir a segurança dos dados da sua empresa contra ciberataques

Segurança de dados contra ciberataques é (ou deveria ser) a preocupação de dez em cada dez empresas brasileiras. Afinal, segundo um relatório da DFNDR-Lab, no terceiro trimestre de 2017 foi registrado um aumento de 44% nesse tipo de crime no Brasil.

Frequentemente, o Brasil se posiciona entre os principais países em que são originadas as fraudes cibernéticas. De acordo com a Symantec, há alguns anos o país se mantém na oitava posição de um ranking global — na América Latina, só o México enfrenta problema maior.

Sobre isso que vamos refletir neste artigo. Continue lendo para receber algumas orientações de como se posicionar e proceder para garantir a segurança dos dados de sua empresa diante de eventuais ciberataques!

Segurança de dados contra ciberataques é assunto estratégico nas organizações

Diante dessas estatísticas preocupantes, e conscientes de que esse desafio tende a aumentar à medida que a chamada “indústria hacker” se sofistica, muitas empresas já veem a segurança de dados contra ciberataques como uma estratégia.

Segundo um relatório global da PwC, que abrangeu também o Brasil, 69% dos executivos de negócios disseram que pretendem realizar investimentos em soluções de cibersegurança nos próximos anos. Isso demonstra que há conscientização do problema no meio corporativo.

E é assim mesmo que deve ser. Como os dados assumiram, nos últimos anos, um status de ativos fundamentais para os negócios, todo cuidado é pouco para preservá-los. E esse é um trabalho que surte melhor resultado quando realizado de maneira preventiva, focando a infraestrutura, mas, também, orientando usuários e contratando serviços especializados.

4 medidas que você pode tomar para garantir a segurança de dados contra ciberataques

Confira, a seguir, uma série de medidas preventivas que você pode tomar para evitar que a sua empresa seja vítima de fraudes virtuais:

1. Remova as vulnerabilidades da infraestrutura de TI

Todo o arcabouço tecnológico da empresa, que vai desde a rede de computadores até os hardwares, passando por aplicações, servidores e bancos de dados, entre outros, devem estar livres de vulnerabilidades.

Isso significa que é preciso passar um pente fino na infra de TI para verificar potenciais gargalos que possam servir de porta de entrada para criminosos virtuais.

Adquirir soluções de antivírus, verificar se os softwares utilizados na operação são originais, criar mecanismos de criptografia para os dados mais sensíveis… Há muitas coisas a serem feitas na infra.

Acredite, esse esforço inicial, apesar de parecer grande, pode evitar muitas dores de cabeça no futuro.

2. Fortaleça o sistema operacional

Também é importante ter um cuidado especial com o sistema operacional. Nesse ponto, o trabalho deve ser holístico, ou seja, envolver software, hardware e usuários.

Como diversas aplicações, tais como aplicativos e ferramentas de gestão, dependem do sistema operacional, é importante fortalecê-lo contra os poderosos algoritmos criados pelos hackers. Eles costumam atacar principalmente via e-mail ou em sites da web preparados para a disseminação de malwares e ransomwares que prejudicam a disponibilidade, além de roubar senhas de acesso e “sequestrar” sistemas. 

3. Crie uma política de segurança da informação e conscientize os usuários sobre os riscos

Agora, todo o esforço pode ser em vão se a empresa não possui uma política bem definida de segurança de dados.

E esse não é um assunto apenas do departamento de TI. Ele deve envolver também a direção do negócio e, principalmente, os profissionais que utilizam soluções tecnológicas no dia a dia operacional.

É preciso, por exemplo, estabelecer critérios e definir níveis de acesso, controlar a utilização de dispositivos móveis na rede corporativa (não necessariamente restringir, mas sim estabelecer normas), entre outras ações.

4. Busque ajuda especializada

Por fim, à medida que a empresa cresce, a complexidade tecnológica aumenta. Assim, é importante contar com ajuda especializada para garantir a segurança de dados contra ciberataques.

Escolha fornecedores de soluções e serviços de monitoramento e gerenciamento que utilizam recursos e métodos avançados. Acompanhar a evolução dos desafios sobre o assunto pode demandar muito tempo e dinheiro da equipe interna, por isso contratar outsourcing pode ser a melhor escolha.

Como você tem tratado a questão da segurança de dados contra ciberataques na sua empresa? Para receber mais artigos como este em primeira mão, assine agora a nossa newsletter!

Avalie este post!

Comentários

comentários

Juliano da Monitora
Produtor de Conteúdo na Monitora